20/09/2009

Enigmatico sentir



Embolados em palavras
Perdidos em versos
Escapados sem rima
Estão os sentimentos.

Tanto amor na sombra
Entretanto enigmas a descobri
Oscila verdades mal ditas
No sentir entrelinhas

Capricho do romantismo
Flores vermelhas não dadas
Coração inchado do amor
Em proporções demasiadas

Entre os mistérios da vontade
Há doces palavras
Misturadas a desejos carnais
E um confuso amar.

5 comentários:

Laís disse...

"Entre os mistérios da vontade
Há doces palavras
Misturadas a desejos carnais
E um confuso amar."

Muito Bonito Ju!!

Gostei daqui!!

Beijãoo

Jessica_carolinaalves disse...

Olha ficou muito bom,você tem talento.Meus parabéns.

Carlos Howes disse...

Você tem sido muito feliz na escolha das tuas palavras, o que prova que escreve muito bem teus poemas...

O desfecho é a prova disso: se amar não fosse tão confuso, não ganharia tantos dúvidas, tantos momentos de nossa reflexão, tantos poemas talvez.. Mas faz parte da magia e daquilo que tanto nos atrai, e que nos coloca em proporções demasiadas de realidade, como foi dito.

Parabéns. =)

Fernanda disse...

*Tanto amor nas sobras*

é por isso que acredito que o amor aquele que transborda está nas entrelinhas e somente os poetas conseguem enxerga-lo.

Mário Liz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.