12/05/2009

Delírio















Talvez eu viva mesmo
Em um mundo à parte
Nos meus sonhos nublados
Nas noites de chuva
O real assusta
Fere-me
Deixo-me desabar no irreal
Vivo dos contos
Dos cantos

Dor alivia cedo
As flores nascem ao amanhecer
Durmo sem horas para acordar
Para eternizar meu sonho




2 comentários:

Jessie Miranda disse...

Viver de sonhos nos traz paz, viver a dura realidade aprendizado.
Fazer do sonho, realidade...
Um dom de alguém determinado!



bjos

Amiga da Madrugada disse...

Obrigada pela visita, Juliana.
Seu blog é bem legal tb.
O nome dele parece de filme..rs..
Bom resto de semana.
Iza